respirar para começar | vivência 2019

Vinte crianças num ateliê, uma reunião que queríamos muito fazer e um menino que sugeriu que respirássemos antes de começarmos o nosso encontro.

De respirarmos e conversarmos sobre essa experiência proposta por ele, surgiu uma investigação (artística) sobre o corpo.

As possibilidades surgem da nossa presença e vontade de estarmos ali.

Presença e vontade. Tenho cá pra mim, que só é possível aprender/conviver assim.